Título da Redação: A segregação social histórica brasileira.

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há quase 4 anos por Anthony Laurentino


Em 1808 quando o colonia brasileira recebeu a coroa portuguesa que fugia estrategicamente das tropas de Napoleão Bonaparte, trouxe com ela uma divisão social bem demarcada, sendo possível notar pela leitura do livro “1808 – Laurentino Gomes”. A camorotização foi implantada desde o incio dos tempos no Brasil, marcando assim uma tradição desgostosa ao ver da sociedade atual.
Através da colonização os Brasil ficou dividido por exploradores, e escravos ( negros ou índios), um traço trágico na historia, que deixou uma marca onde a elite do país fica sobreposta aos menos favorecidos. Apesar que durante um período essa separação entre ricos e menos favorecidos tenha se extinguido, hoje esse é um marco social que foi implantado culturalmente e até então continua firme.
A segregação de ricos e pobres esta cada dia mais evidente, por mais que o numero de pessoas abaixo da linha da pobreza tenha reduzindo de maneira expressiva nos últimos anos. Para a sociologia a estruturação da sociedade é composta por classes, e por tradição e cultura a classe “A” tende não querer misturar-se as demais classes, isso fica claro nos tipos de serviços e locais oferecidos á cada uma das classes. Um tabu social foi implantado no país, que apesar de toda a modernização continua marcando a sociedade brasileira. O fato democrático da segregação das classes sociais fica a desejar, pois a distribuição monetária por regiões e per capita é de tamanha desigualdade que o sistema democrático se torna falho e tende a favorecer aos mais favorecidos.
Portando, a “camarotização” da sociedade brasileira: Segregação das classes sociais e a democratização, foram fatos implantados de maneira evasiva na cultura brasileira desde a colonização, trazendo consigo a lacuna democrática a favor dos mais favorecidos. Segundo uma fala do ex presidente da republica Luiz Inácio “O povo quer mais ética”, está frase aplica-se na conjuntura democrática do país que também envolve a questão de divisão social. Para que este problema seja escasso é necessário uma aplicação de uma nova ética politica que visa favorecer, atender e integrar todas as classes com projetos que façam a união entre elas para que o tabu da divisão de classes seja quebrados.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018