Título da Redação: Camarotização: A construção de um muro sem tijolos

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há cerca de 3 anos por Nayane


Durante a guerra fria, o mundo foi dividido por uma cortina de ferro que separava simbolicamente a parte europeia de ideologia capitalista da parte socialista. Entretanto, mesmo após o fim da guerra fria essa cortina ainda se faz presente, só que ao invés de separar capitalistas de socialistas, ela separa a população economicamente desfavorecida dos mais abastados financeiramente. Essa divisão que acontece entre os locais destinados exclusivamente a ricos e o espaço comum frequentado pelos “pobres” também se assemelha muito ao episódio conhecido como Apartheid, regime de segregação racial ocorrido na África do sul, onde a população negra não podia frequentar os mesmos locais que a população branca.
Nesse apartheid moderno, conhecido também como “Camarotização” da sociedade, quem têm dinheiro consegue acesso a privilégios e serviços de qualidade superior, como hospitais particulares, colégios integrais, poltronas mais confortáveis em aviões, entre outros tantos.
A Constituição brasileira enaltece que todos são iguais perante a lei, no entanto, o Estado não garante, de maneira satisfatória, igualdade a todos, o que contribui diretamente para o aumento dessa discrepância entre as classes e favorece a construção desses muros segregadores, que não são feitos tijolos e concreto, mas sim de desigualdade e preconceito.
Pensar que se pode extinguir totalmente a “Camarotização” das classes sociais não passa de utopia, até porque essa extinção iria contra o sistema capitalista que rege a sociedade. Logo, o melhor a se fazer é controlar refrear os avanços desse tipo de segregação, para que não ultrapasse o limite do aceitável. Para tanto, o Estado deve oferecer serviços públicos de qualidade, como transporte coletivo, educação, saúde gratuita e eficiente, pois assim a população na careceria de recorrer à iniciativa privada para obter o que por lei é dever do estado prover. O intercâmbio entre pessoas de diferentes classes sociais é essêncial para o desenvolvimento pessoal , pois como diria o poeta John Donne: "Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente".

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018