Título da Redação: O classismo ideológico

Proposta: A “Camarotização” da sociedade brasileira: a segregação das classes sociais e a democracia

Redação enviada há mais de 3 anos por Daniel Rego


Desde o século XIX, o economista inglês Karl Marx criticava o capitalismo de seu tempo: denunciava injustiças sociais, a exploração dos trabalhadores e a antagonia já existente entre as classes sociais, por ele denominada "luta de classes". Passado mais de um século, o capitalismo contemporâneo, em sua quarta revolução industrial, continua sustentando e agravando a desigualdade não apenas na abordagem economicista, mas ao permitir antagonias classistas que culminam em um fenômeno de "camarotização" da sociedade, ou seja, na separação cada vez mais evidente dos espaços socioeconômicos, culturais e de lazer de cada classe.

Durante os governos pós-liberais no Brasil do século XXI, ocorreu um fenômeno de inclusão de mais pessoas nas classes médias ou consumidoras. Tal fenômeno veio como parte de políticas de valorização do trabalhador e de erradicação da pobreza que, somadas a um aumento da renda e do crédito, permitiram que indivíduos recém emersos da condição de subsistência passassem a dividir aeroportos, festas, condomínios e outros espaços com a tradicional classe média alta. No país da casa grande e da senzala, regido por uma ideologia da competência mesclada a elementos do liberalismo e à mentalidade escravocrata estimulados pela mídia nativa e pleo capital, que lucram com a venda de exclusividade, essa ascensão provocou uma reação: salas "VIP" em aeroportos, camarotes e caros e condomínios "especiais e exclusivos".

Sob o pretexto de se garantir uma abstrata segurança, melhor definida como afastamento dos "subalternos" por medo ou ideologia preconceituosa, tais serviços e espaços "VIP" minam um aspecto imprescindível da convivência democrática em uma sociedade tão complexa: o interfluxo entre classes na busca por um ideal comum de formação nacional, bem-estar e cidadania. Como na concepção grega de "polis", reforçada pelo dramaturgo alemão Gotthold Lessing, deveremos cultivar uma amizade cooperativista entre os cidadãos, acima das rivalidades de classe e tendo em vista o benefício mútuo e a formação de uma identidade de nação.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018