Título da Redação: A intolerância religiosa no Brasil colonial

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há mais de 3 anos por BRENDA campos


Nos adventos da historia brasileira, observamos várias manifestações de caráter repugnante, no que se diz a respeito à intolerância religiosa. Essas divergências ocasionadas pelos choques culturais, podem ser observadas no período Brasil-colonia, onde verificou-se a imposição da religião católica aos nativos, e escravos oriundos principalmente da África.

Tudo se iniciou com a aliança feita entre o Estado português e a Igreja Romana, após o descobrimento do Brasil. Este acordo visava conceder mão-de-obra para a exploração do novo território, e expandir a cultura católica aos nativos, minimizando assim, possíveis revoltas quanto aos subordinados. Com esse compromisso, era impedido adentrar ao novo território, qualquer outra religião não - católica, pois a igreja estava preocupada com as crescentes influencias da Reforma Protestante que ocorria na Europa.

Essa união trouxe consigo, a catequização truculenta dos indígenas, nos quais foram usados para a exploração extrativista do pau-brasil. Umas das várias consequências dessa imposição, foram às perdas de rituais nativos, como o culto a natureza, e o ritual antropofágico praticados pelos Tupis-Guaranis.

Alguns anos mais tarde, com a necessidade da expansão da mão-de-obra, pois começava-se instalar no Brasil a monocultura açucareira, vieram do continente africano mais escravos. Com sua cultura diversificada, sofreram grandes repressões pela igreja, obrigados assim, a serem catequizados. Porem, advento ao esperado da evangelização, os escravos burlaram a igreja, como emprego de nomes de deuses africanos nas imagens de santos católicos, protegendo assim sua cultura da desaprovação dos colonos.

Estes manifestos discriminatórios e preconceituosos caracterizados pela intolerância religiosa, fizeram parte da construção da historia brasileira. Dessa forma, foram presenciados aspectos de desrespeito cultural aos nativos das terras brasileiras e os escravos oriundos da África.Essa aversão ao diferente, poderia ter sido amenizada ou até mesmo evitada, se os colonizadores percebessem a não existência de uma superioridade cultural. Se esses aspectos fossem abordados, nossa sociedade não precisaria realizar anos mais tarde, diversas manifestações e revoltas a procura de um sincretismo religioso, baseados no respeito, igualdade e tolerância cultural.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018