Título da Redação: Em nome da Diversidade

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 3 anos por usuário anônimo.


O contato entre duas ou mais civilizações, quando uma tem a intenção de dominar a outra, pode ocorrer duas conseqüências culturais: o dominador “destrói” a cultura dominada (como ocorreu com os Dórios na Antiguidade) ou o dominador aceita a cultura do outro podendo haver uma fusão cultural (como no Império de Alexandre, o Grande). No Brasil, não foi diferente, o sincretismo cultural entre a civilização européia, africana e indígena, sobretudo estas três, teve conseqüência significativa nas religiões existentes. Porém esse processo não ocorreu de forma homogênea, com isso assim como a diversidade é presente no país, a intolerância também é uma realidade.
Sabe-se que o Brasil é um país predominantemente católico, contudo devido seu processo de formação baseado na fusão entre europeu, africano, indígena o país tem intensa diversidade religiosa. Dessa forma, com o intuito de promover o respeito, a constituição tem caráter laico, assim a garantia da liberdade religiosa é um direito de todos. Todavia este direito é usurpado a partir do momento que grupos religiosos agem à base da ignorância, da rejeição da pluralidade e da crença de que si uma religião deve ser aceita.
Assim, minorias religiosas são cada vez mais vítimas de ataques de caráter humilhante e danosos moralmente. Isto se deve a falta de conhecimento e respeito, absorvidos pela educação. A religião pela sua essência deve propagar o respeito, amor e saber lidar com problemas uma vez que para o crente a solução e essência da vida estão na religião. Porém, este caráter de harmonia não está sedo uma realidade, já que o aumento de ações intolerantes prova o contrário.
O preconceito religioso não se limita a ameaça a integridade física e humilhações públicas, ele se estende no cotidiano das minorias, que são as principais vítimas desse crime velado. A escola, por exemplo, local onde se devia ser ensinado o respeito e aceitação da diversidade, torna-se palco a discriminação quando há exclusão do grupo religioso pelos alunos, a rigidez do espaço para a religião pela coordenação como intolerância com as vestimentas, ritos e até mesmo feriados. Além disso, no mercado de trabalho como também em concursos públicos a inclemência velada torna-se um obstáculo para com o exercício da religião.
Depreende-se, pois, que a intolerância religiosa é um crime e deve ser combatida. Medidas são necessárias para que o exercício da diversidade seja um direito universal. O ensinamento de religião, sobretudo daquelas mais próximas da realidade das instituições promoverá uma maior riqueza cultural com os ensinamentos de outras doutrinas, assim como promover o respeito a diversidade. O investimento nesta área deve ser orientado sobretudo para as crianças. Além disso, um maior rigor na punição dos agentes que promovem ações preconceituosas do ponto de vista religioso; como também durantes provas de concursos (em âmbito universal, qualquer tipo de prova) aceitarem o exercício da religião de preferência por meio das vestimentas.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018