Título da Redação: Equilíbrio Aristotélico

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por Ashtar Sheran


A formação do Estado brasileiro, do século XVI ao XXI, foi marcada pelo incremento de diferentes povos, o que resultou, dentre outros aspectos, em uma grande diversidade religiosa. Nesse contexto, conflitos ocorreram em diferentes épocas, onde os adeptos de religiões de origem africana foram as principais vítimas. Ainda hoje, a descriminação religiosa é percebida no Brasil, seja pela ausência de leis de proteção, seja pela lenta mudança da mentalidade social.
É indubitável que a questão constitucional e sua aplicação estejam entre as causas do problema. De acordo com Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade. Dessa forma, é possível perceber que a intolerância religiosa rompe com essa harmonia, haja vista que, embora a constituição brasileira garanta a liberdade de religião, a ausência de leis específicas contra esses crimes, que visem proteger os mais atingidos, dificulta o combate à problemática.
Outrossim, destaca-se o preconceito como impulsionador da violência religiosa. Segundo Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e pensar, dotada de exterioridade, generalidade e coercitividade. De forma análoga, nota-se que o problema da intolerância se encaixa na teoria do sociólogo, visto que, crianças criadas em ambientes de fanatismo religioso, onde não haja respeito às diferenças, tendem a adotar o mesmo comportamento por conta da convivência. Desse modo, a intolerância religiosa é transmitida a cada geração.
Entende-se, portanto, que a descriminação religiosa é impulsionada pela ainda fraca ação do poder público e pela lenta modificação do pensamento social. Com base nisso, os poderes legislativo e executivo devem fortalecer a prática da regulamentação contra esses crimes; o Governo Federal, aliado às esferas estaduais e municipais do poder, deve promover políticas públicas de conscientização sobre o respeito às diversidades; e a mídia deve disponibilizar de forma igualitária espaços de comunicação para as diferentes religiões. Dessa forma, com base no equilíbrio proposto por Aristóteles, esse fato social será gradativamente minimizado na sociedade.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018