Título da Redação: O preconceito que ainda não acabou

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por usuário anônimo.


Jorge Amado, em sua obra “Os Capitães da Areia”, retrata com clareza a discriminação e repreensão por parte da sociedade quando negros e necessariamente pobres seguiam o candomblé. Fora da literatura, apesar do Brasil ser um país de estado laico e ter uma posição neutra no campo religioso, a intolerância religiosa caracterizada por preconceito e agressão, é bastante presente no cenário brasileiro. Tornando necessária tomada de medidas, que resolva definitivamente a questão.
Em primeiro lugar, é preciso ressaltar que nos últimos dias, foram comum à publicação de notícias e reportagens relatando atitudes violentas decorrentes da intolerância religiosa. Um exemplo a ser citado, é o caso de uma menina de 11 anos que foi apedrejada, após sair de um culto do Candomblé, no Rio de Janeiro. Esse cenário evidencia, assim, que providências são indispensáveis para combater esses agressores.
Outro aspecto relevante diz respeito ao existente problema do preconceito contra as diversas religiões no Brasil. A constituição de 1988 diz que todo cidadão brasileiro têm direito à liberdade de crença. No entanto, esse direito não é respeitado amplamente. Muitos brasileiros continuam a sofrer com abusivas discriminações, por conta de sua crença. De acordo com o canal de Ouvidoria Nacional dos Direito Humanos, contabilizou o total de 556 registros de denuncias de intolerância religiosa no ultimo ano. Dessa maneira, então, pode entender-se que a sociedade brasileira ainda sofre com políticas pouco claras, que não fazem valer na prática os direitos constitucionais.
Fica claro, portanto, que medidas são necessárias para resolver o impasse. A fim de combater o mal social da intolerância. Contudo, o Legislativo deve criar leis com punição a crimes de violência e ódio contra as diversas religiões. Além disso, a família deveria ensinar as crianças desde já a conviverem com as diferenças. De acordo com Immanuel Kant “O ser humano é aquilo que a educação faz dele”. Assim sendo, o MEC em parceria aos órgãos educacionais, poderia implantar nas escolas uma matéria que estude as diversidades culturais e suas crenças, e que conscientize a importância dela para nosso meio. Dessa forma haverá de fato o respeito sobre as diferentes religiões existente.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018