Título da Redação: PARA DAR NOTA

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por usuário anônimo.


Portugueses, nigerianos, japoneses. A multiplicidade de povos que formam o Brasil trás, também, a diversidade religiosa. Dentro de nosso país, há quem siga a religião católica, evangélica, espírita, entre outras, ou quem não siga nenhuma. Com essa variedade, é preciso existir a liberdade de culto e também o respeito a crença do outro. No entanto, a ocorrência de casos de violência relacionada a religião demonstram a necessidade de buscarmos mecanismos para reforçar o papel do estado no combate a intolerância e modificar a conduta preconceituosa da população.
A mudança na conjuntura do não respeito a religião perpassa pelo reforço na ação do Estado. Nesse contexto, durante o período colonial, o Brasil possuía a religião católica como oficial, fato esse que culminou no surgimento do sincretismo religioso por parte dos africanos - que associavam orixás aos santos. Esse panorama acabou quando o país passou a ser laico e punir o desrespeito a crença. Apesar disso, a sucessão de fatos como a agressão com pedras a uma jovem vestida com roupa de umbanda, no Rio de Janeiro, demonstra que ainda é imperativo uma maior atenção estatal. Há, portanto, a necessidade de tipificar a agressão por motivos religiosos como crime e a aplicação de políticas afirmativas de cunho religioso.
O combate a intolerância religiosa está ligada ao fim da conduta moral da população ao agir de forma preconceituosa. Segundo dados do Governo Federal, a cada 3 dias uma denúncia de discriminação. Esses dados são vistos com a propagação diária de ideias que incentivam ao ódio dentro da sociedade quando, por exemplo, alguém dirige o termo "macumba" como sendo algo pejorativo ou quando destroem santos católicos em vias públicas. A persistência desse tipo de atitude resulta-se de uma educação ausente de um ensino religioso que transmita o conhecimento a pluralidade. Em suma, é preciso que dentro das escolas, desde cedo, seja passado a importância do respeito à liberdade religiosa.
Constatada essa realidade, cabe ao Poder Legislativo propor a agressão religiosa tipificada como crime. Além disso, o Governo Federal deve implantar políticas públicas que incentivem o respeito a religião como a isenção de postos também em terreiros. Pode-se acrescentar ainda a necessidade das escolas mostrarem, através de debates e palestras, a importância da liberdade e diversidade religiosa. Destarte, teremos um país em que todas as pessoas possam manifestar sua religião sem qualquer intolerância.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018