Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há cerca de 2 anos por usuário anônimo.


No governo de Hitler, com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, os nazistas eram antissemitas enaltecendo manifestos de violências, atrocidades e abusos nos campos de concentração a esses grupos. Assim, sendo um problema recorrente, o discurso de ódio sobreposto a grupos de diferenças crenças propaga a discriminação e a islamofobia.
Em primeiro lugar, o Brasil como um país laico, de acordo com a constituição, ainda nota-se índices de discriminação relacionada às crenças religiosas. A falta de conhecimento sobre as diferentes religiões, nos aspectos culturais, costumes e entres outros, reforça o estereótipo de repulsão por pessoas que não seguem as mesmas ideologias religiosas. Prova disso, foi um caso recente de uma menina de 11 anos, sendo apedrejada na cabeça ao sair de um culto de Candomblé. Por conseguinte, atitudes ofensivas começam a fazer parte dessa construção de ira, ferindo a dignidade humana e inúmeros insultos por não terem, em comum, as mesmas crenças.
É preciso ressaltar que, além da rejeição por divergentes religiões, cabe levantar sobre a islamofobia. Há alguns anos, muitos indivíduos começaram a generalizar os muçulmanos como terroristas e violentos, legitimando manifestações de ignorância contra eles, desde o atentado às torres gêmeas em 11 de setembro em 2001. Diante disso, essa população é alvo até hoje de agressões físicas e verbais, pela visão através dos atos destrutíveis da minoria dos muçulmanos. Como exemplo, foi o ataque com um caminhão na festa da Bastilha, ocorrido na França, em agosto de 2016.
Fica evidente, portanto, que a segregação de crenças e aos grupos muçulmanos são problemas corriqueiros que afeta a sociedade, necessitando haver soluções. Com a atuação do governo, impor mais rigidez nas leis estabelecidas com punições mais severas. Ademais, a participação da mídia em propor debates e discurso sobre esse assunto em jornais sociopolíticos. Além disso, as escolas adotarem em seus cronogramas, o ensino para todos os tipos de religiões. Logo, de acordo com Aristóteles “A base da sociedade é a justiça” onde todos merecem um mundo igualitário, sem preconceitos.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018