Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por Wallison Monteiro


Jorge Amado, em Sua obra clássica “Os Capitães da Areia”, retrata com clareza a prevalência da intolerância religiosa, uma vez que descreve o preconceito de uma sociedade católica em relação à personagem mãe de santo dona Aninha. Fora da literatura, é possível afirmar que a intolerância religiosa é um problema grave para a sociedade. Dessa forma, é válido analisar os fatores que desencadeiam o impasse, como também os motivos que contribuem para a sua manutenção.
A princípio, a intolerância religiosa é um problema antigo para o Brasil, visto que, devido o fato do cristianismo desde o período colonial ser a religião dominante no país, a igreja católica ensinou os fiéis ao longo do tempo a não aceitarem religiões diferentes, surgindo a partir de então o preconceito as religiões afrodescendentes, orientais e ocidentais. Atualmente, há variadas religiões fixadas no país, entretanto, a busca por um maior número de seguidores aliado ao sentimento de superioridade de uma religião sobre a outra, acaba por facilitar o surgimento de conflitos e perseguições entre as denominações. Torna-se claro, nesse sentido, que infelizmente a sociedade brasileira foi ensinada ao longo do tempo a não aceitar o que é diferente e assim contribuir para casos de intolerância.
Ademais, alguns fatores impedem a resolução desse impasse. De fato, de acordo com Immanuel Kant: “O ser humano é aquilo que a educação faz dele.” Dessa maneira, a intolerância a diferentes religiões na sociedade é devido a falhas no processo educacional, ou seja, a escola e a família pouco discute a importância das demais religiões e como o respeito a elas é essencial para um bom convívio em sociedade. Outrossim, falta também uma legislação rigorosa que puna e evite casos de violências. Com isso, é notável a necessidade do Brasil adaptar os processos educacionais e jurídicos para combater o preconceito a religiões.
Fica evidente, portanto, o quão necessário é combater a intolerância religiosa. Nesse sentido, faz-se necessário que as instituições de ensino, em parceria com Organizações não governamentais promovam palestras e feiras educativas, nas quais a comunidade e os alunos conheçam mais sobre as variadas religiões. Além disso, o poder legislativo deve desenvolver uma lei de proteção a religiões, na qual os religiosos possam denunciar casos através de ouvidorias e portais virtuais, além de disponibilizar salas especiais em delegacias civis para atendimento desse público. É relevante, ainda que a mídia aborde a temática do preconceito em novelas programas de TV e campanhas publicitárias, demonstrando as consequências da intolerância religiosa. Apenas assim, esse impasse será diminuído ou até mesmo resolvido.
Corretor(a), eu estou aflito nessa reta final, não sei o que está acontecendo não consigo ter confiança nos meus textos, tem hora que acho que não sei fazer mais e o pior é que alguns corretores apenas tiram ponto e não mostram onde foi o erro para que eu possa mudar e assim fico nessa dúvida que está me consumindo. ( OBS: SOU CONSCIENTE DE QUE NA REDAÇÃO OFICIAL DO ENEM NÃO POSSO ME COMUNICAR DESSA FORMA COM O CORRETOR (A)

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018