Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por Rayllane Nunes


A partir do Segundo Reinado, com o rompimento do Estado com a Igreja Católica, o Brasil adotou uma política centrada na laicidade. Desde então, a livre expressão religiosa passou a ganhar cada vez mais espaço. Contudo, a discriminação e a agressividade revelam uma realidade distante da almejada, demonstrando um forte apelo a órgãos que podem solucionar esse impasse.
É indubitável que a questão constitucional e suas aplicações esteja entre os principais impasses à resolução do problema. De acordo com Aristóteles, a política deve ser utilizado de modo que por meio da justiça o equilíbrio seja alcançado na sociedade. Nesse sentido, é possível perceber um desequilíbrio, haja vista que a intolerância religiosa é um tema pertinente, pois, embora promulgada a Constituição de 1988, a qual garante a livre manifestação de crenças, o preconceito se apresenta por meio de agressões físicas e psicológicas. À exemplo, destaca-se o caso de uma garota de 11 anos no Rio de Janeiro, apedrejada por um grupo fanático religioso ao sair de um terreiro Candomblé.
Outrossim, é válido apontar que a formação educacional e familiar do indivíduo interferem diretamente nas práticas ofensivas na sociedade. Segundo Émile Durkeim, o fato social é a maneira coletiva de agir e de pensar dotada de coercitividade. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que o crime ao sentimento religioso se encaixa da teoria do sociólogo, diante da falta de instrução escolar e influência familiar capaz de promover condutas morais como o respeito e a empatia.
Portanto, fica evidente a necessidade de ações para combater esse tipo de intolerância. Já afirmava Immanuel Kant que o homem é aquilo que a educação faz dele. Trilhando nessa perspectiva, o Ministério da Educação, conjuntamente com as esferas municipais desse setor, deve desenvolver projetos culturais nas escolas, com aulas e debates a fim de promover um pensamento tolerante e que gere atitudes. É imprescindível que a escola crie laços com o núcleo familiar dos estudantes para concretizar um ensino fundamentado nos princípios éticos da sociedade. E por fim, cabe ao Governo Federal, ampliar e intensificar as leis em casos de intolerância aos praticantes das diversas crenças, no intuito de alcançar o equilíbrio proposto por Aristóteles.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018