Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por Leonardo Prado


Desde a formação da sociedade brasileira, é presente a discriminação quanto à práticas religiosas, como a proibição aos escravos do livre exercício das crenças africanas, além da presença de Jesuítas com a intenção de catequizar a população nativa. Dessa forma, desde o início, parte da população teve o direito da liberdade de expressão retirado por consequência dos ideais previamente disseminados. Assim, a intolerância religiosa presente no Brasil reflete sua história, sendo que influências midiáticas e internacionais contribuem, de certa forma, para o desrespeito existente, além de evidenciarem a necessidade de combater tal problemática, pois o agravamento pode resultar em violência e desordem social.
No período de 2011 a 2014, segundo dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, mais de 200 denúncias por religião foram registradas, fato que evidencia o preconceito que prevalece socialmente. Esse número contraria o seguinte princípio de Michel de Montaigne: "Nenhuma Cultura pode ser considerada inferior à outra". Sendo assim, qualquer tipo de religião, independente de sua origem, não deve ser discriminada, além de agressões e ofensas, que devem ser passíveis de punição.
Ademais, a mídia brasileira dá mais ênfase em eventos católicos, como a Jornada da Juventude, ocorrida no Rio de Janeiro, e deixa em segundo plano outras religiões. Além disso, no contexto internacional, os atentados na França relacionados ao Jornal Charlie Hebdo, o qual a intolerância resultou em violência e morte, foram intensamente noticiados. Dessa forma, é perceptível que o papel midiático é extremamente importante na formação brasileira, pois relaciona-se diretamente com a disseminação de ideais.
Portanto, cabe à população não discriminar as diferentes crenças presentes socialmente, por meio do respeito mútuo entre as religiões, para que a intolerância seja de fato combatida. É preciso também que o governo brasileiro efetive o cumprimento de leis já existentes, como, por exemplo, o Código Civil, através da criação de órgãos fiscalizadores, a fim de garantir à todos o direito de exercer seus dogmas. Por fim, a mídia deve diversificar o foco dado à religião, de forma que a abrangência existente atinja não apenas os católicos, mas também, dentre outros, os evangélicos, espíritas e judeus. Assim, a sociedade brasileira poderá conviver em harmonia quanto às diferenças religiosas.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018