Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há quase 2 anos por Breno Ribeiro


É necessário considerar que a intolerância religiosa no Brasil constitui-se como um problema. Isso evidencia a violação à liberdade de culto e crença, garantidos pela Constituição da República (1988), em seu artigo 5°, “Dos Direitos e das Garantias individuais”, principalmente as de matrizes africanas. Além disso, há o desrespeito à integridade física e moral dos praticantes religiosos. Por isso, são necessárias medidas a fim de alterar essa lastimável situação.
De acordo com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, as religiões afro-brasileiras são, lamentavelmente, vítimas de discriminação no país. Isso confirma e justifica o preconceito oriundo desde o Período Colonial, caracterizado pelo impedimento de práticas religiosas desses povos por associarem, erroneamente, à bruxaria e aos rituais de magia negra. Nesse sentido, foi imposta- de maneira arbitrária e autoritária- a manifestação exclusiva da religião católica como forma de coibir e impedir a liberdade cultural e ancestral desses indivíduos. Com isso, hoje, há o predomínio de paradigmas e estigmas que, por sua vez, exercem a função de coagir e excluir os praticantes, por exemplo, do Candomblé e da Umbanda. Em consequência disso, há a prevalência da desvalorização e da intimidação dos fiéis por meio da difamação, da injúria, das perseguições e da violência.
Ademais, segundo Immanuel Kant (1724-1804), filósofo europeu do século XVIII, em seu teoria, “A Fundamentação”, o indivíduo deve ser respeitado e é dotado de dignidade e esses direitos são inerentes a todos os seres humanos. Esse fato corrobora acerca da necessidade da garantia da liberdade de crença e proteção religiosa. Ao contrário, percebem-se atos atentatórios à incolumidade física e moral dos cidadãos. Para exemplificar, há o impedimento e a perturbação das cerimônias, o vilipêndio de objetos sagrados, o emprego de ofensas e agressões. Assim, é evidenciado o medo, o desenvolvimento de transtornos, o surgimento de crises e doenças de natureza psicológica nesses sujeitos.
Diante disso, a intolerância religiosa constitui-se como uma lastimável situação no país. Por isso, é necessário o desenvolvimento da criticidade da população. Isso poderia ser feito por meio da inclusão e do incentivo do Governo Federal, em parceria com a sociedade civil, a projetos, a palestras educativas desde o Ensino Fundamental e programas voltados à educação e ao respeito à diversidade religiosa, principalmente as africanas. Outra proposta seria o acompanhamento de psicólogos e especialistas, além do reforço de secretarias e delegacias especializadas nesses crimes a fim de coibi-los. Assim, essas ações serão irrefutáveis e importantes para melhorar esse triste fato.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018