Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há mais de 2 anos por Cyssa


John Locke, no século XVII, defendeu a liberdade religiosa em seu livro "Carta Acerca da Tolerância". Esse pensamento, extremamente avançado para a sua época, não condiz com o cenário brasileiro, no qual é marcado por frequentes manifestações de ódio contra diferentes crenças. Nesse sentido, essa realidade carece de análise e correção.
A priori, é importante destacar que o quadro em questão decorre de fatores históricos. Como legado da imposição do catolicismo no período Colonial e Imperial, bem como a defesa da superioridade cultural europeia, o preconceito contra adeptos de dogmas africanos é notoriamente maior. Prova disso, é o dado da Comissão Contra a Intolerância Religiosa do Rio de Janeiro, o qual alega que 70% dos registros de violência contra fiéis tinham como vítima umbandistas, candomblezeiros e variantes. Logo, a problemática abordada pode ser associada ao racismo e a discriminação ainda enraizada na sociedade.
Somado a isso, é possível observar que o governo tem contribuído para esse impasse. Mesmo que constitucionalmente o país seja laico, na maioria das vezes essa postura não acontece. Ressalta-se, por exemplo, não só a fixação de símbolos religiosos, mas também a existência de bancadas evangélicas nos locais destinados à gestão pública. Além disso, o ensino religioso nas escolas, inclusive naquelas que não são de administração privada, se restringe ao cristianismo, havendo assim a exclusão das demais doutrinas. Desse modo, percebe-se que a postura da União em nada contribui para a manutenção da democracia e da liberdade de crença dos cidadãos.
Portando, para correção dos equívocos levantados é demandada a ação de múltiplos atores. Os governantes devem propor a retirada de objetos que fazem alusão à determinada fé em órgãos públicos. Juntamente, o Estado precisa investir em delegacias especiais destinadas ao atendimento dos casos acerca da intolerância religiosa e, paralelamente, pode fazer parcerias com a mídia em prol da divulgação de propagandas que visem conscientizar o público. Aliado a isso, os educadores devem lecionar sobre a origem e os preceitos das principais religiões que compõem o Brasil, objetivando formar alunos que respeitem cada uma. Ademais, a população necessita cobrar essas melhorias.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018