Título da Redação: Soluções para a ignorância

Proposta: A intolerância religiosa no Brasil

Redação enviada há cerca de 2 anos por usuário anônimo.


Durante a Idade Moderna, a Igreja Católica perdeu inúmeros fiéis devido à reforma religiosa promovida por Lutero. No entanto, para impedir a perda total de poder político e cultural, a Igreja implementou medidas a fim de aderir adeptos, como a realização de missões jesuíticas pelas colônias, a exemplo do Brasil. Contudo, com a prática da escravidão, os africanos trouxeram outras formas de culto, o que propiciou a imposição do catolicismo de maneira forçada, mas isso não permitiu a dissolução dos seus preceitos. Atualmente, apesar do Brasil ser laico, ainda é perceptível a presença de casos que retratam a influência da religião no aspecto social, político e cultural. Isso é visível por meio do alto número de vítimas que sofrem discriminação pelo simples fato de pertencer a uma religião.
Nesse contexto, a falta de respeito com o que é diferente e a adesão de ideias errôneas sobre o outro favorecem a ocorrência de casos que abordam a intolerância religiosa. Isso ocorre devido à alienação que algumas pessoas sofrem com os cultos religiosos, principalmente, por causa dos discursos autoritários e unilaterais que são transmitidos como se fossem verdades absolutas. Além disso, a inexistência de medidas, por parte do Governo Federal, para garantir a liberdade de escolha no quesito religião fomenta a dissipação do ódio ao diferente, visto que a presença de leis para corrigir um crime não impede de forma eficiente que ele não venha a ocorrer novamente.
Ainda convém lembrar dos efeitos que a intolerância religiosa promove para as vítimas. O recebimento de ofensas e críticas por causa de uma escolha propicia a perda de vontade de frequentar as cerimônias religiosas, como forma de evitar ser hostilizado novamente. Desse modo, a longo prazo, a vítimas tem a possibilidade de apresentar depressão e ansiedade, já que se isolou socialmente para se proteger da discriminação religiosa.
Sendo assim, é essencial que o Ministério da Educação estimule e reforce o ensino religioso nas escolas, principalmente, no aspecto histórico, com o objetivo de não favorecer uma religião em específico, mas de estudar suas características e funcionalidades dentro da sociedade, a fim de desenvolver o respeito e conhecimento ao outro. Ademais, os pais devem dialogar e ensinar, por meio da leitura de diferentes livros religiosos, como a bíblia e o torá, aos filhos para desconstruir a ideia que o tipo religioso que eles seguem é melhor que os outros. Por fim, a Secretaria de Direitos Humanos deve incentivar a realização de denúncias casos ocorra a recepção de insultos devido a religião que segue.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018