Título da Redação: Sociedade descartável

Proposta: A ostentação e o consumismo.

Redação enviada há cerca de 3 anos por Thiago Paiva


O homem sempre teve a necessidade de possuir algo. Na Idade Antiga, o império que tivesse mais escravos era considerado o mais próspero; na Idade Média, quem possuísse mais terras detinha o poder econômico. Com o avanço do mercado globalizado, o consumismo e a ostentação determinaram novos alvos a conquistar: os produtos de grife das multinacionais. Dessa forma, não há limites para a carga de influência que uma mercadoria tão desejada pode trazer à mente humana.
Segundo Thomas Hobbes, "o homem é lobo do próprio homem". Esse conceito pode ser muito bem aplicado ao sistema lucrativo das empresas. Através de jogos publicitários persuasivos, as grandes companhias "devoram" a autonomia do indivíduo. Elas utilizam celebridades para transmitir um estilo de vida que muitas vezes não existe, como é o caso da Nike que contratou o melhor jogador de futebol do mundo (Cristiano Ronaldo) para representá-la. Essas propagandas ilusórias fazem com que muitos fãs comprem, de forma impulsiva, artigos esportivos associando-os ao dinheiro, à fama e ao sucesso. Por isso, é preciso estar atento aos apelos da publicidade.
Fetiche é o conceito marxista de atribuição de sentimentos a objetos. É exatamente isso que ocorre quando consumistas compulsivos compram "a bolsa da Prada" ou "o Iphone" de última geração a fim de exibirem-se nas redes sociais e manterem o "status" diante de padrões peestabelecidos. O Funk Ostentação também dita o ritmo de uma sociedade cada vez mais descartável que valoriza o superficial em detrimento do essencial. Com isso, os valores morais estão sendo esquecidos na mesma velocidade do consumo.
Os resultados oriundos do consumo desenfreado são perigosos. O consumismo alimentado pela ostentação causa endividamento, pois ninguém consegue manter um padrão de vida acima da sua renda. Além disso, provoca uma segregação social, pois aqueles que não vestem as mesmas roupas ou não têm condições de frequentar os mesmos lugares são excluídos do grupo. Portanto, é importante estar atento aos malefícios do consumismo.
O consumo deve ser motivado pela necessidade e não apenas pelo desejo. Para amenizar esse quadro, é fundamental que o Ministério Público investigue e multe empresas que exageram em propagandas apelativas. O Ministério da Educação também deve implementar a Educação Financeira nas escolas para que todos saibam lidar com o dinheiro desde cedo. Saber consumir equilibradamente é, antes de tudo, saber pensar por si próprio.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018