Título da Redação: A persistência em face ao envelhecer

Proposta: Envelhecimento da população brasileira: os novos desafios

Redação enviada há mais de 3 anos por Alissa Cristina de Oliveira


Conforme o primeiro capítulo do Estatuto do Idoso "o envelhecimento é um direito personalíssimo e sua proteção um direto social, assim, envelhecer, além da ordem natural, é algo garantido a todos. Ademais, participar desse ciclo envolve a busca durante a juventude por uma vida mais tranquila ao decorrer do tempo, para, enfim, poder desfrutar a experiência adquirida. No entanto, tranquilidade é algo que pode não ser o encontrado, uma vez que o envelhecimento populacional é um fator certeiro e, infelizmente, pouco preparo tem ocorrido para que ocorra alguma garantia, dessa forma, tornando evidente o despreparo brasileiro em ralação aos futuros desafios que vão ocorrer.
Certamente, o Estado teve um longo tempo para se preparar para a transição demográfica, uma vez que percebe-se um aumento evidente na população idosa desde 1980, como retrata uma pesquisa do site Scielo que em 25 anos, entre os anos de 1980 e 2005, essa população teve um crescimento de 126% enquanto a população total teve apenas 55%. No entanto, os poucos programas sociais voltado para a melhor idade não são o suficiente para garantir um futuro tranquilo para eles, assim se assemelha o quadro Persistência da Memória de Salvador Dali, em que retrata o esquecimento do tempo consoante ao esquecimento do Estado em relação a avançada idade. Logo, os poucos benefícios garantidos ao idoso na verdade estão condenados a um colapso, caracterizando o descaso dos responsáveis por nada realizar para a resolução desse desafio.
Em virtude disso, o aposentado por idade daqui a 15 anos poderá ter perdido seus poucos direitos, uma vez que essa população será a maioria na demografia brasileira. Além desse grande problema, a saúde pública, que hoje já não é de qualidade, nesse futuro poderá ser ainda pior, uma vez que o público precisará de maior atendimento médico, já que com a idade são reveladas enfermidades, fora os cuidados especiais que acompanham a melhor idade. Assim, caso continue esse descaso, em 2030, na inversão demográfica, quem for idoso terá seus direitos caçados e deles poucos irão desfrutar, opondo-se ao suporte garantido pela Constituição Federal de 1988, a qual, junto com o Estatuto do Idoso e com a Política Social do Idoso, conferem que o bem estar físico, mental e social é de responsabilidade familiar, do Estado e da sociedade.
Dessa forma, mesmo o Brasil estando atrasado, o Estado precisa se opor ao papel realizado até hoje e, então, passar a investir no futuro do país, por meio de melhorias no sistema de previdência e assistência social, como já vem ocorrendo com intensificação de carteiras de trabalho regulares, com o motivo de arrecadar mais impostos nesses setores. Além disso, deve começar o investimento em casas de apoio para a melhor idade, caso a família não possua condições para o cuidado, que tenham qualidade e que disponibilize agentes relacionados a saúde, como médicos, psicólogos e fisioterapeutas. Assim, a persistência no atraso deixará de perpetuar no território brasileiro e com todas as medidas tomadas, fora as que o Estado ainda deve tomar, o envelhecimento realmente passará a ser um direito garantido a todos.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018