Título da Redação: Idoso contemporâneo: autônomo e ativo.

Proposta: Envelhecimento da população brasileira: os novos desafios

Redação enviada há mais de 3 anos por Vanessa Lucena


O Brasil vem se tornando um país de idosos, dado o aumento da expectativa de vida da população e a redução da taxa de natalidade. Porém, o país não está totalmente preparado para oferecer uma melhor qualidade de vida nessa faixa etária e muitos desafios se impõem neste âmbito. Embora, o governo tenha investido em políticas sociais direcionadas a esse público, ainda existem desafios como a educação e a empregabilidade desses indivíduos.
Em 2006, a implementação do Pacto pela Vida trouxe à tona a relevância de adequar políticas de saúde à população idosa. Além disso, o Estatuto do Idoso, de 2003, já assegurava, o tratamento de saúde e a aposentadoria para todos nessa faixa etária. Tais ações foram fundamentais para a melhoria da expectativa e da qualidade de vida das pessoas. Porém, o salário mínimo pago à maioria dos aposentados mal dá para comprar seus medicamentos e sua comida, não sendo suficiente para que tenham acesso a lazer, atividades físicas e alimentação adequada, como preconizado.
Porém, os desafios atuais, no âmbito do envelhecimento, se relacionam à implementação de medidas que atendam ás necessidades de uma terceira idade bastante ativa. Tem sido cada vez mais comum ouvir relatos de pessoas que ingressam no ensino superior depois dos sessenta anos, ou que continuam trabalhando mesmo depois de aposentados. Todavia, o mercado de trabalho excludente e o ensino direcionado, principalmente, aos jovens, não estão preparados para abranger essa faixa etária.
Desta forma, muitos idosos não participam ativamente do cotidiano da sociedade contemporânea. As oportunidades de emprego não ofertam vagas a esse público, pelo contrário, não há interesse em contratar indivíduos com mais de sessenta anos. As universidades estão focadas em formar jovens profissionais com uma longa vida de produtividade, não apresentando suporte ao ensino na terceira idade. Assim, depois de aposentados, a sociedade enclausura os indivíduos ao descanso e à inutilidade.
Os governantes devem, portanto, preocupar-se com investimentos na manutenção da autonomia da pessoa idosa, com programas sociais que valorizem a vitalidade dos idosos. Criar políticas que assegurem a saúde, a educação e a empregabilidade desses indivíduos, bem como oferecer salários dignos, inclusive, na aposentadoria, podem garantir um envelhecimento ativo da população.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018