Título da Redação: Idoso: transformação de um estereótipo

Proposta: Envelhecimento da população brasileira: os novos desafios

Redação enviada há quase 3 anos por Thom


É inegável que a estrutura etária do Brasil está se transformando. Durante o passar dos anos, é cada vez mais notável o número de idosos – pessoas com mais de 60 anos – em detrimento ao de crianças e adolescentes. Nesse sentido, é fundamental não só compreender as causas desse processo, como também procurar formas que possibilitem à “terceira idade” participar da sociedade de forma mais ativa.
Desde a época do Renascimento, a ciência se desenvolve em ritmos cada vez mais dinâmicos. Inúmeras foram as descobertas e invenções, fato que tornou possível o desenvolvimento, por exemplo, da medicina. Nos dias de hoje, essa área do conhecimento nos possibilita a prevenção de doenças, por meio de vacinas, o combate de diversas enfermidades, por meio de antibióticos, além de tornar possível diversas intervenções cirúrgicas e o controle de doenças crônicas.
Em decorrência disso, sociedades beneficiadas por esse progresso, como o Brasil, apresentam maior qualidade de vida e, portanto, taxas menores de mortalidade e aumento da expectativa de vida. Tais características, por sua vez, podem facilmente ser observadas ao se analisar as pirâmides etárias brasileiras – divulgadas pelo IBGE – dos últimos anos, nas quais é possível observar o engrossamento do ápice e, inclusive, fazer projeções para o futuro.
Nessa dinâmica, fica evidente que a tendência é do “Brasil envelhecer”. Em face disso, é fundamental construir um futuro no qual os idosos não sejam vistos como um encargo para a sociedade, mas sim como cidadãos que podem e devem contribuir com sua experiência. Até porque, com uma população majoritariamente idosa, nosso país poderá enfrentar problemas no que tange à Previdência Social, caso a maioria das pessoas dependam de aposentadoria.
Observa-se, pois, que para evitar uma crise na economia será necessário incentivar o brasileiro a se aposentar mais tarde. Para isso, é de suma importância que o governo dê condições para que pessoas com idade mais avançada participem de forma ativa e produtiva na sociedade. Oferecer mais oportunidades de educação continuada, pela qual o idoso possa se qualificar, além de serviços de saúde de melhor qualidade, é algo fundamental. Não obstante, o estereótipo do idoso como sendo uma pessoa debilitada deve mudar. Alterar a sua representação em avisos de assento preferencial – em que são retratados como corcundas e usando bengala – em um sentido mais positivo, por exemplo, é uma pequena medida simbólica, mas que pode contribuir nesse processo.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018