Título da Redação: Idosos, a solução do futuro previdenciário

Proposta: Envelhecimento da população brasileira: os novos desafios

Redação enviada há cerca de 3 anos por Carolina Braziolli


A pirâmide etária de uma país diz muito sobre sua situação sócio-econômica. Haja vista, países em desenvolvimento tem uma pirâmide etária com grande contingente de pessoas economicamente ativas, ou seja, de 15 a 60 anos. É o caso do Brasil. Toda pirâmide estabelece uma projeção, neste caso, uma maioria idosa até 2030. Tal perspectiva trás consigo uma nova estrutura econômica e a necessidade de replanejamento das construções sócio-culturais e administrativas.
É evidente que com uma maior quota de idosos na população, a reinserção destes no mercado de trabalho além de inevitável, é essencial. No entanto, os dados do IBGE afirmam que apenas 4,5 milhões dos idosos do país, 30% do total, estão ativos no mercado de trabalho. Essa situação revela que apesar de futuramente constituírem a maioria da população, ainda são "peças" de uma cultura social preconceituosa e arcaica, de baixa expectativa de vida. A qual a experiência torna-se irrisória diante da ânsia por jovens, em sua prevalência, embasada no intuito de baixos salários e longas horas de trabalho.
Indubitavelmente o crescimento vegetativo diz muito sobre uma sociedade. Ele pode ser reflexo de uma planejamento sócio-econômico e ao mesmo tempo a base para elaboração deste. Uma previsão de envelhecimento da população significa uma aumento na dependência pelo sistema previdenciário, exigindo uma reconstrução na política tanto de arrecadação de impostos quanto na perspectiva de envelhecimento, já que a redução no número de contribuintes tornará a arrecadação insuficiente. Tal situação mostra o quão falho é o nosso planejamento econômico, que com uma bagagem já pesada, visa a resolução de problemas sócio-econômicos atuais, e não tem sequer uma plano de governo com propostas de reajuste no deficit futuro contribuinte/beneficiado.
Em suma, o envelhecimento da população brasileira é um problema social, cultural e econômico. É necessário o exercício de uma profissão pelos idosos, assim como a agregação na sociedade, visando bem-estar da futura maioria da população bem como um aumento no número de contribuintes. Por conseguinte, a maior arrecadação, aliada a mudança da perspectiva de envelhecimento, permitirá um replanejamento do sistema de assistência, já que traria consigo a reinclusão dos idosos na população economicamente ativa. Contudo isso só seria possível através de campanhas governamentais de incentivo do regresso dos idosos ao mercado de trabalho tampouco a integração na comunidade. Além disso, medidas jurídicas de garantia de direitos a melhor idade, como cotas em empresas e salários compatíveis com suas funções. Assim conseguiríamos solucionar alguns dos problemas sociais, culturais e econômicos de uma realidade não tão distante.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018