Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: O desafio enfrentado pelo Brasil no cenário das mudanças climáticas globais.

Redação enviada há mais de 2 anos por Flora


A Revolução Industrial, que começou no século 19, trouxe o início da indústria e avanços tecnológicos, alterando a forma de trabalho e aumentando, de forma significativa, o lucro. É possível perceber que grandes avanços científicos e industriais continuam acontecendo nos tempos de hoje. Entretanto, é nítido que o relacionamento entre o homem, natureza e sociedade não progrediu na mesma proporção, haja vista não só a falta de consciência ambiental, como também as diversas maneiras que as mudanças climáticas vêm afetando a vida das pessoas, e, principalmente, a parcela mais pobre da sociedade.
É possível afirmar que poucos são os investimentos quando se trata de preservação e recuperação ambiental. O desmatamento na Amazônia, causado por grandes empresas, é um exemplo claro de como as agressões ambientais afetam, não só uma determinada região, mas também, o clima de um país inteiro, visto que a Floresta Amazônica é responsável pelo ciclo de chuvas no sudeste e a destruição daquela culminará em riscos de seca para esse. A negligência parte não só dos órgãos públicos e grandes empresas, como também das pequenas atitudes diárias da população, o simples ato de jogar lixo em locais indevidos e de consumir agua sem a menor consciência, contribui para a poluição e escassez de recursos naturais. A falta de fiscalização e a ausência de punições severas, para atitudes que causam grande desequilíbrio no meio ambiente, da margem para que as agressões ambientais se tornem mais frequentes, agravando ainda mais o cenário das mudanças climáticas.
Além disso, as consequências ambientais serão sentidas, mais fortemente pela população mais pobre e marginalizada. As diversas pesquisa sobre o futuro cenário climático brasileiro mostra que a seca tenda a piorar, principalmente na região Nordeste, agravando a miséria que essa população já se encontra. Nesse sentido, a seca intensa aumentará o fluxo migratório para o sudeste, produzindo uma urbanização desordenada e ocupação indevida de regiões precárias, como morros e encostas, aumentando o risco de deslizamentos. Os grandes lucros obtidos com a degradação ambiental, não beneficiará essas pessoas, a riqueza será para poucas, enquanto os desastres ambientais serão democratizados.
Segundo Hans Alois, a indiferença com o meio ambiente é a convivência com a nossa destruição. Nesse sentido, o Ministério da Educação, em parceria com os veículos midiáticos, deve ministrar campanhas e palestras conscientizadoras sobre as consequências que a poluição ambiental causa a longo e curto prazo. O poder Legislativo, por sua vez, precisa fiscalizar, de forma mais rigorosa o cumprimento das leis ambientais já existentes, além disso é necessário criar leis mais rígidas que punam qualquer empresa ou indivíduo que cause agressões ao meio ambiente. Dessa forma se estará dando um grande passo rumo tanto à redução das agressões ambientais, quanto à formação de uma sociedade mais consciente.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018