Título da Redação: Família: Mãe, pai, filho e papagaio. Será?

Proposta: O que é uma família?

Redação enviada há mais de 3 anos por Ana Melo


Nesse ano, o facebook se encheu de fotos coloridas para comemorar a liberação do casamento homoafetivo nos Estados Unidos. No Brasil, essa lei já tinha sido aprovada em 2011 e complementada em 2013, quando os cartórios foram obrigados a aceitar esse tipo de união. Isso causa a reflexão de como a ideia de família mudou e quebrou o rótulo de "mamãe, papai e filhinho". Atualmente, é mais do que normal ver famílias compostas de duas mães, dois pais, meio-irmão, enteados, pais separados, filhos adotivos, casais que só moram juntos ou que preferem não ter filhos. Apesar da diversidade que existe, ainda há muito a ser discutido e mudado para que essas famílias sejam reconhecidas e respeitadas tanto quanto a tradicional.
São visíveis as mudanças na sociedade em relação ao que se conhece por família. Porém, muitas pessoas se prendem à visão primitiva e não aceitam a versão contemporânea e que foge do que eram acostumadas. Existem mulheres que são pressionadas a terem filhos, mesmo optando por não ter. Essas são vitimas de fofoca e críticas desnecessárias. Também carregam esse fardo quando recebem salários mais altos do que seus maridos. Afinal, tudo que sai do convencional, afeta quem tem mente fechada. Isso nos mostra que apesar de tudo, a maioria das pessoas ainda julga que o que representa o modelo familiar é o tradicional.
É esse tipo de pensamento que leva o preconceito a se tornar violência, como por exemplo, os inúmeros casos em que crianças que são adotadas por casais homoafetivos são agredidas na escola ou na rua. Esse número aumenta quando se trata dos próprios casais homossexuais que sofrem dessa hostilidade. O preconceito, que aliás, é uma das principais causas de problemas nas famílias de hoje, infelizmente, é uma realidade. Ele precisa ser trabalhado e, principalmente, reduzido o máximo possível.
Considerando os fatos, fica evidente perceber que ainda há muito o que mudar no espaço familiar. O preconceito e a intolerância ainda são as maiores barreiras em relação a isso. Portanto, é cabível que desde criança se ensine que não há um modelo a ser seguido, e que qualquer forma de família tem que ser aceita. E quando não for, cabe ao governo, tomar medidas rígidas com quem comete esse julgamento, já que família não é apenas laço de sangue, ser capaz de perpetuar a espécie ou um casamento no papel. Por mais que a sociedade tenha evoluído, família sempre foi e continuará sendo qualquer laço afetivo, e isso tem que ser respeitado como qualquer outro tipo de relação.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018