Título da Redação: O reinvento das famílias

Proposta: O que é uma família?

Redação enviada há mais de 3 anos por Lorrayne Andrade


Duas mães, dois pais, mães independentes: esses são alguns exemplos dos inúmeros arranjos familiares da atualidade. Parece que o conceito de família limitado a “papai, mamãe, titia” está obsoleto; presente apenas para os mais conservadores e claro, na belíssima canção dos Titãs. Em meio a tantas mudanças, é necessária a criação de meios de inclusão dessas representações familiares modificadas ao longo da história.
A família sempre foi um dos temas mais abordados nas artes, nos romances e filmes. As metáforas de ficção traduzem as características de cada época e, atualmente, percebe-se que a família tradicional, centrada em valores conservadores, aos poucos tornaram-se algo datado. Dentre as causas dessas mudanças, destacam-se as revoluções industriais e , concomitantemente, a urbanização, pois acarretou na inclusão das mulheres no mercado de trabalho para auxiliarem as fábricas a suprirem as demandas da produção em série, culminando na independência das mulheres, ainda que sutil.
O século XX foi marcado por mudanças relevantes na imagem das mulheres. Como exemplos, destacam-se as Revoluções Sexuais, pois com o advento das pílulas anticoncepcionais, deu novas opções às mulheres, como a de ser dona do seu próprio corpo; de optar ou não pela maternidade. No âmbito cultural, foi Mary Poppins quem trouxe o ideal de mulher independente, multifuncional, potencializando os movimentos feministas.
Com a legislação que autorizou os casamentos homoafetivos (2013, no Brasil), o cenário das famílias tornou-se ainda mais complexo, visto que os casais, usualmente, pretendem ter filhos e viverem uma vida como um casal heterossexual, e claro, não há problema algum nisso. Contudo, o Brasil ainda é conservador nessa questão. Adotar uma criança no país requer procedimentos extremamente burocráticos e duradouros e, quando o assunto é homossexualidade e transexualidade, o processo torna-se ainda mais rigoroso.
Aceitar e “acostumar-se” com os novos arranjos familiares não é o suficiente; a inclusão faz-se necessária, podendo começar pela própria sociedade, sendo flexível e respeitando a individualidade de cada um. As escolas também podem ajudar por meio de projetos de socialização com o intuito de mostrarem aos alunos a importância da inclusão, mostrando-lhes as mudanças ocorridas ao longo da história e assim, perceberem que esses rearranjos são resultados da busca incansável do homem pela felicidade; de inúmeras revoluções que buscavam a incorporação de grupos que foram vítimas de exclusão no passado. A mídia deve assumir o seu papel como formadora de opinião e promover reflexões e documentários sobre o assunto, e não com o incentivo ou o não incentivo, como minuciosamente fazem.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018