Título da Redação: Pluralismo e conservadorismo: um debate sobre a família

Proposta: O que é uma família?

Redação enviada há mais de 3 anos por Mariana Galvani


Mães solteiras, filhos adotivos, casais homossexuais e crianças criadas pelos avós são exemplos de como houve mudança significativa no conceito de família. Por isso, é importante que se discuta e se reconheça a diversificação das estruturas familiares e sua representação na sociedade.

É preciso observar, primeiramente, o significado da família. Pode-se dizer que essa é formada por laços sanguíneos ou afetivos. Historicamente, construiu-se uma ideia conservadora de família nuclear, constituída por homem, mulher e filhos, baseada no casamento tradicional. Atualmente, entretanto, nota-se uma crescente pluralidade de estruturas das mais variadas, que fogem ao conceito arraigado culturalmente, valorizando a afetividade existente entre os indivíduos.

É necessário frisar, por outro lado, que, embora as famílias estejam cada vez mais plurais, o conservadorismo ainda é evidente. No Brasil, apesar do número expressivo de casais homossexuais - estima-se que sejam cerca de 60 mil -, estes não são bem aceitos. Defendido pelo Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, o Estatuto da Família delimita família como a união entre homem e mulher e tem mais de 53% de aprovação pelos cidadãos brasileiros. Pode-se dizer, portanto, que uma grande parcela da população brasileira ainda valoriza a forma da família em detrimento dos laços entre os indivíduos.

É importante ressaltar como desdobramento dessa questão o preconceito sofrido por quem não se enquadra no conceito tradicional de família. Recentemente, foi notícia o falecimento de um menino brasileiro de 14 anos após sofrer agressão dos colegas por ser filho adotivo de um casal homossexual, o que evidencia a intolerância praticada desde cedo. Além de casais homossexuais e filhos adotivos, outros casos são vistos com desconfiança, como mães solteiras e divorciadas, crianças criadas pelos avós e casais que vivem em casas separadas, para citar somente alguns.

O conjunto desses aspectos representa, em síntese, a imperatividade da discussão visando a aceitação das novas representações de família na contemporaneidade. É necessário que se trabalhe tais diferenças nas escolas, estimulando o respeito e a tolerância, para que se construa uma sociedade que escolha governantes capazes de proteger a diversidade e garantir liberdade e igualdade a todas as famílias, dando valor ao amor entre os indivíduos que as compõem.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018