Título da Redação: Retratos

Proposta: O que é uma família?

Redação enviada há cerca de 3 anos por Julia Ferraz


“Família, papai, mamãe, titia”, o trecho da música dos Titãs representa o modelo de união mais comum do século passado. Entretanto, nas últimas décadas outros arranjos têm se manifestado efetivamente, entre eles estão os casais homoafetivos, mães e pais solteiros, filhos legítimos, adotivos e enteados. Diante da configuração atual marcada pela multiplicidade, o grande desafio da sociedade brasileira é reconhecer e saber conviver com seus diferentes retratos.

Primeiramente, é válido ressaltar que a constituição familiar mudou devido a várias transformações que possibilitaram isso. Uma dessas, o movimento Hippie, com a revolução sexual - a qual promoveu a naturalização da homossexualidade, e as lutas feministas, responsáveis pela obtenção de direitos civis para as mulheres, bem como sua emancipação financeira, possibilitando-as maior independência. Desse modo criou-se as condições necessárias para a quebra do padrão longamente difundido como único.

Sendo assim, é evidente os problemas advindos da não-aceitação de famílias que fujam do modelo tradicional brasileiro, cuja sociedade é considerada conservadora. Lidar com o preconceito, torna-se, então, a principal dificuldade enfrentada por crianças cujas famílias estão fora do “convencional”. Frequentemente, são noticiados casos de agressões a filhos de casais gays. A história mais recente teve um final trágico: a morte de um menino de 14 anos, filho adotivo de um casal homoafetivo. Os adolescentes que o agrediram são o reflexo de uma sociedade que ainda não aceita o diferente.

Além disso, deve-se considerar, também, as demais estruturas familiares. Antigamente, a mulher divorciada estava fadada a solidão, uma vez que não era aceita socialmente. Hoje, no entanto, há inúmeros casos de mulheres que são chefes de família, solteiras e mães independentes. Apesar de sofrerem com menos preconceito, elas ainda encaram desafios diários. Há, portanto, um longo caminho a percorrer para que o patriarcalismo dê espaço à pluralidade da nova representação familiar.

Por tudo isso, é evidente a necessidade de aceitação dos novos retratos da composição social. Nesse caso, a escola, enquanto instituição socializadora, é responsável por naturalizar essa nova face, promovendo o respeito e a integração. O governo, por sua vez, precisa criar meios eficazes de punição aos casos de intolerância. A mídia pode, também, mostrar em novelas e comerciais os arranjos diferentes do tradicional. Apenas com medidas que atentam todos os grupos será possível modificar e autenticar o retrato da sociedade brasileira.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018