Título da Redação: Sem padrões quanto a famílias.

Proposta: O que é uma família?

Redação enviada há quase 3 anos por Mabi


Há alguns anos atrás, a ONU intitulou o dia 15 de maio como o Dia Internacional da Familia.
Essa data foi criada, justamente, pra trazer debates coerentes e pacíficos a cerca da diversidade de famílias que existem pelo Brasil – e mundo. E também como lembrete anual de que o conceito de família diverge, porque todas elas, sem exceções, merecem respeito e visibilidade.
Mas nem sempre foi assim. Ao longo das décadas, a comunidade LGBT vem lutando fervorosamente pra que sejam representados e incluídos na sociedade. Com muito preconceito, silenciamento e, infelizmente, apagamento, muitos acabam mortos, agredidos, e odiados por tentarem conquistar seus direitos. E assim, vêm através de protestos e marchas, mostrando pra toda uma sociedade homofobica que, enquanto seres humanos, eles têm sim motivos para amarem e criarem suas respectivas famílias.
A igreja, enquanto instituição sagrada admite somente como família o par formado pela mulher e pelo homem, reunidos com um único principio: produzir e criar filhos. Por isso, muitos indivíduos com doutrinas religiosas acabam reproduzindo ofensas e destilando ódio a casais homoafetivos que lutam pra terem uma família. Mesmo o estado sendo laico, portanto, livre, a discriminação sexual ainda é em alta. Quando, realmente, não deveria haver.
Em nome da preservação da família, muitas mulheres acabam tendo seus direitos em falar da violência que sofrem negados. Porque quando recorrem a igreja, acabam sendo recriminadas por quererem se separar de seus conjugues – ou companheiros – violentos, e assim, acabarem com uma “família”. E então, a violência vai sendo propagada – calada, e perversa – e as vitimas silenciadas, em pró de religiões.
E com isso, casais homossexuais, e lésbicas, vão resistindo a maneira que podem, com suas famílias não-assumidas pelo Estado e pela igreja, mas mostrando pra toda uma sociedade preconceituosa que, se há amor, há respeito, há ajuda, e há força, são sim famílias. Afinal, quem deve definir o conceito de parentela, a não ser quem vive fora dos padrões dele? Não as autoridades, nem as escolas, e nem a igreja.
Ao falar de famílias, é preciso entender que padrões não podem existir, muito menos limites. Se trata de duas ou mais pessoas, unidas, amigas, e leais que precisam e confiam uma na outra. Se trata de afeto.
E pra quebrar esses padrões e preconceitos, é preciso lembrar que o Estado é laico, não arcaico. E combater os discursos religiosos que quer interferir nas vidas de indivíduos e excluir-los. Além de que, é necessário lutar contra as politicas e leis do Estado, para que não haja mais restrições quanto a liberdade e autonomia quando se diz a construção de famílias. É preciso que haja uma batalha coletiva, respeitosa, digna, contra modelos prontos e autoritários sobre famílias. Sem conservadorismo, sem rótulos e sem padrões.
Famílias são muitas. E é isso que o Estado, e a sociedade precisam entender, e lutar contra todas discriminações.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018