Título da Redação: Assistencialismo a oportunidades igualitárias

Proposta: Política de desenvolvimento social no Brasil

Redação enviada há mais de 3 anos por Lu B


Bolsa Família, cotas, assistencialismo; esses são alguns exemplos dos métodos usados e sofisticados nos últimos anos pela política desenvolvimentista atual brasileira. Embora essa ajuda social tenha mostrado efeitos positivos, o público alvo desses benefícios acabam enfrentando preconceitos e pode-se notar que a desigualdade social ainda é persistente no cenário tupiniquim. Logo, é notável a necessidade da ampliação do planejamento social brasileiro e reflexão da sociedade.
Historicamente, o Brasil tem um legado de grande concentração de renda, portanto, pequena parcela da população detém a maioria do PIB brasileiro, enquanto grande número de pessoas procuram sobreviver, geralmente, com salários não suficientes, prejudicando assim o desenvolvimento familiar. Além disso, o país tropical possui uma dívida com algumas raças -como índios e negros- devido a anos de exploração desses povos, que acabaram afetando a inclusão social deles atualmente.
Por conseguinte, a política de desenvolvimento social atual mostra-se necessária para retificar erros do passado. Com essa discussão em pauta, demonstra a preocupação do governo com certas camadas populares, essas que vem movimentando a economia do Brasil, ocasionando mobilidade social e ascensão da classe média. Ademais, o assistencialismo familiar conseguiu tirar o Brasil do mapa mundial da fome e contribuiu de forma qualitativa e quantitativa para as crianças nas escolas. Por outro lado, o sistema de cotas ajudou na inserção de grupos oprimidos em redes de ensino de qualidade.
Embora haja efeitos notáveis, a desigualdade insiste na esfera social contemporânea. Torna-se necessário, portanto, a contribuição do Estado para a ampliação desses benefícios para assistir melhor as camadas necessitadas. Além disso, como alguns beneficiados acabam sendo vítimas de preconceitos, logo nota-se a influência da cooperação da mídia para desenvolver a conscientização da sociedade quanto a igualdade entre os indivíduos, por meio de campanhas ou propagandas. Por outro lado, a escola é importante para contribuir na inclusão social das minorias, através da sofisticação do sistema de cotas e na aplicação de matérias que desenvolvam o pensamento igualitário social. Assim, com essas contribuições a sociedade caminhará para uma democracia melhor para as futuras gerações.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018