Título da Redação: Redação sem título.

Proposta: Política de desenvolvimento social no Brasil

Redação enviada há mais de 2 anos por Auri


A persistente desigualdade social brasileira está relacionada a fatores que remontam ao Brasil colônia. Inicialmente a exploração do pau Brasil, da cana de açúcar e posteriormente do ouro, evidencia a detenção dos recursos por Portugal. A produção baseada em mão de obra escrava foi substituída pelo sistema de agroexportação, onde os bens eram concentrados nos latifundiários. Com a chegada da industrialização, o capital passou a ser acumulado pelos grandes empresários. É claro, portanto, que a desproporção é histórica. Nesse contexto, as políticas públicas são imprescindíveis para assegurar o desenvolvimento social no Brasil.
A disparidade nas condições sociais básicas é a principal causa da manutenção da desigualdade. É importante salientar que o desenvolvimento social envolve as dimensões política, cultural, econômica e socioambiental. Nesse sentido, o crescimento econômico é essencial, pois possibilita uma melhor distribuição de renda, por meio de maiores recursos. A cultura por sua vez, molda as experiências e influencia o desenvolvimento como um todo. No que tange ao fator socioambiental, o saneamento básico está intrinsecamente relacionado com o índice de desenvolvimento humano, uma vez que engloba o abastecimento de água, esgotamento e o manejo de resíduos sólidos, iniciativas que garantem a promoção da saúde.
As ações do Brasil frente aos problemas sociais minimizaram a miséria no país, entretanto, ainda há muito a se fazer. A criação do Ministério do Desenvolvimento Social – MDS, bem como a de programas sociais como Bolsa Família, Brasil Carinhoso, Fome Zero e Brasil sem miséria, resultou em um quadro positivo, principalmente no que diz respeito à pobreza extrema. Somado a isso, a educação deveria ser uma questão de soberania nacional, pois é garantia de qualidade de vida, cidadania, liberdade e democracia. Todavia, a ampliação dessas melhorias, fica impossibilitada pela corrupção arraigada em conjunto com a incompetência e a falta de interesse dos governantes. Dessa forma, a questão não é só a falta de recursos, mas do mau uso do mesmo.
Por fim, entende-se que, embora o Brasil tenha prestado atenção na questão social, o Estado não promoveu uma mudança efetiva no país. A fim reverter tal situação, o governo deve investir em educação de qualidade. É necessário introduzir nas escolas públicas uma pedagogia voltada a criticidade do aluno, e ter como principal instrumento o debate interdisciplinar de temas que agregam valor a formação do estudante, como política, cultura, meio ambiente e outros. Além disso, é imperioso, nesse sentido, oferecer aos professores reciclagens, por meio de formação continuada. O MDS deve implementar uma agenda política, e não tratar ao viés social meramente como transferência de renda, mas como instrumento de expansão da infraestrutura social e envolver outras questões como saúde e saneamento. Nesse contexto, é indispensável ainda, que o Estado estabeleça Planos Nacionais socioambientais, com objetivo de favorecer a profilaxia da população.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018