Título da Redação: Democratização da saúde em tempos de globalização

Proposta: Saúde global em tempos de globalização

Redação enviada há cerca de 3 anos por Sorriso


Como os índios brasileiros na chegada dos europeus foram recepcionados com doenças trazidas por eles, hoje o mundo enfrenta uma situação de caos no quesito saúde. Por meio da globalização, doenças têm “viajado” os países e assolado multidões, como a malária principalmente nos países tropicais, os surtos de dengue e o ebola. Dessa forma, as enfermidades também passaram pelo processo de globalização e se modificaram para diversos ambientes, aquelas que só eram vistas em algumas localidades do globo.
Com a Segunda Revolução Verde, houve o desenvolvimento da biotecnologia e da transgenia, visando a maximização dos lucros. Entretanto, o uso cada vez mais exagerado de agrotóxicos nas plantações e de plantas mais resistentes a pragas, muitos organismos foram selecionados pelo meio a fim de sobreviverem. Assim, muitos deles se tornaram superorganismos e se transformaram em uma ameaça à sociedade, como a descoberta da quinta variedade de dengue descoberta recentemente. Isso trouxe uma preocupação à comunidade global, já que não existem mecanismos de defesa contra esses agentes patógenos.
Além disso, o crescente aumento da poluição ambiental, como o desmatamento e a emissão de partículas que maximizam o aquecimento global têm piorado a situação de saúde, principalmente nos grandes centros metropolitanos. Esses gases tóxicos, sem a ajuda da fauna para filtrá-los, são responsáveis por doenças respiratórias na população, como a asma. Dessa maneira, o governo tem de investir mais medicamentos e recursos na saúde, sem, entretanto, tratar a causa do problema, como a redução da poluição.
Ademais, assim como na Revolta da Vacina, a população carente é a que mais sofre com as enfermidades. Os recursos destinados às doenças que afligem os mais pobres são escassos, por muitas vezes não afetaram os mais abonados, entretanto, os mais abastados precisam de ajuda para superar a relação de pobreza relacionada a tais calamidades na saúde. Assim, a comunidade desfavorecida ainda sofre com as negligencias vindas desde o período colonial e a Primeira República, necessitando de ajuda contra, por exemplo, a malária, a esquistossomose e a ebola, que tem assolado países africanos.
Portanto, é necessário que essa situação de calamidade pública seja discutida por todo o mundo. É preciso que o governo apoie institutos e universidades a fim de pesquisar novos métodos para se combater as novas doenças surgidas com a Revolução. É importante que ONGs promovam campanhas, juntamente com a mídia a fim de reduzir os impactos da poluição ambiental na saúde da população em geral, reduzindo os problemas respiratórios. É imprescindível que a população pobre não seja deixada de lado nesse contexto global, participando de uma saúde democratizada por meio de incentivos e desenvolvimento de vacinas para prevenir as doenças que os assolam, bem como toda a humanidade.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018