Título da Redação: Manifesto da violência universitária

Proposta: Trotes universitários

Redação enviada há quase 4 anos por Marina Carneiro


Desde a Idade Média, práticas vexatórias e dolorosas são aplicadas à pessoas que são vistas como sendo inferiores às outras por estarem a menos tempo no mesmo lugar. Muitos séculos depois, tal exercício não foi contido, mas proliferou-se e precisa ser combatido.
Desaparições, mortes, injúrias corporais e danos psicológicos são questões com as quais universitários de todo o país devem lidar com frequência. A cultura do trote, vista por alguns como uma brincadeira inofensiva, pode, muitas vezes, ser prejudicial à saúde e integridade.
Nesse sentido, é válido lembrar que nem todos praticam barbáries ao dar as boas vindas aos calouros. Hoje, é possível ver desde alunos pintados pedindo dinheiro para festas até veteranos transformando o trote de seus calouros em uma doação coletiva de sangue.
Entretanto, deve-se ressaltar que aqueles que ultrapassam os limites do respeito não devem ficar impunes. Seus atos devem ser julgados e condenados como em qualquer outro tipo de crime; e suas universidades, condenadas a pagar indenização aos alunos prejudicados, além de dar palestras contra esse gênero de violência.
É essencial afirmar, portanto, que essa questão de inferioridade dos calouros não é real e veteranos não deveriam macular a alegria desses novos universitários. Práticas vexatórias não são brincadeiras, mas crimes, e como tais, devem ser punidos. Na terra onde canta o sabiá, até o pássaro pede o fim dos trotes violentos.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018