Título da Redação: Trotes violentos: sob a égide da impunidade

Proposta: Trotes universitários

Redação enviada há mais de 3 anos por Rodrigo Rodrigues


Todo início de semestre a história se repete. Entremeado com a alegria e o sentimento pleno de conquista – de ter sido aprovado no vestibular – os calouros (como são conhecidos os iniciantes na universidade) experimentam um novo sentimento: o medo do trote universitário. Essa prática, tradicionalmente reconhecida, tem se tornado cada vez mais violenta e o assunto tornou-se recorrente na mídia. Nesse contexto, faz-se necessária uma intervenção mais enérgica e contundente, não só por parte das Instituições de Ensino Superior (IES), como também da justiça brasileira.
O medo desses estudantes é justificável, visto que todos os anos aparecem novas denúncias de trotes que ultrapassam os limites da convivência pacífica, onde o desrespeito ao próximo foi banalizado em atos de violência desnecessária. Gratuita.
Ademais, trotes de natureza grave, tais como: lesão corporal, estrupo e até mesmo a morte – como no caso do estudante de medicina da Universidade de São Paulo (USP), morto em trote no ano de 1999 – já foram denunciados, mas, infelizmente, se repetem deliberadamente. Um dado preocupante é que os responsáveis não são punidos vigorosamente nem pelas universidades nem pela justiça, como no exemplo supracitado que foi arquivado sem condenações, fato que contribui para perpetuação dos trotes abusivos.
Por outro lado, em muitas universidades é praticado o trote solidário. Essa modalidade visa o acolhimento dos novos discentes de forma humanística, prazerosa, divertida e, ao mesmo tempo, promove algum evento social que beneficie a comunidade local, como, por exemplo, o recolhimento de alimentos para doação de cestas básicas e visitas a hospitais, asilos e creches. Tudo isso com o intuito de integrar o aluno à universidade e à comunidade.
Portanto, concluímos que não é preciso banir o trote da tradição universitária. Porém, não podemos mais aceitar que práticas abusivas continuem a acontecer. É preciso criminalizar o trote violento. Faz-se necessária a criação de uma comissão específica dentro das IES – autônoma e mantida pelo governo – com o objetivo de acolher e investigar denúncias, de apurar fatos, bem como promover punições mais severas. Em casos graves e criminosos (como lesão corporal, estupro etc) a referida organização vai encaminhar denúncia à justiça para que sejam tomadas as devidas providências.

Receba 48 redações corrigidas por apenas R$ 18 por mês *
Clique e conheça nossos planos

* Valor equivalente por mês para o Plano Anual.

Últimos Vídeos no Youtube

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal

Img

Como driblar os desafios da liberação do porte de arma - Tema de redação para o ENEM

Img

A questão da fome no Brasil e seus fatores motivadores - Tema de redação para o ENEM

Img

Dicas de gramática: Colocação pronominal

Img

5 Possíveis Temas de Redação para o ENEM 2018